Bernese Mountain Dog

Cachorro Bernese Mountain Dog

Origem e história

O Bernese é uma raça muito antiga de cães. Existem histórias que dizem que o Boiadeiro Bernês, ou Boiadeiro de Berna, surgiu quando Mastiffs foram cruzados com cães de guarda de rebanho, trazidos na época em que os romanos invadiram a Suíça, e foram se adaptando ao clima suíço com sua grande pelagem, macia e espessa e outras que dizem que o Bernese era utilizado pelo exército romano como cão de guarda a mais de 2000 anos. Inclusive, existem diversos vasos decorados com pinturas de cães muito semelhantes ao Bernese.

Bernese

Porém, hoje a hipótese mais aceita é de que o Bernese tenha suas origens na própria Suíça, como cães utilizados pelos camponeses no pastoreio de gado e ovelha e como tração animal, puxando pequenas carroças que carregavam o queijo e o leite produzido nas fazendas, por este motivo o Bernese era também conhecido como o cão queijeiro.

Por volta de 1800, a raça de cães Bernese foi quase extinta devido ao avanço da industrialização, apesar de seu amplo uso, mas foi iniciado um estudo para catalogar as raças de cães suíços, foi quando a raça Bernese, encontrada no vale dos baixos alpes, foi uma das estudadas e mais divulgada pela Europa, possibilitando sua popularização e evitando sua extinção.

Em 1907 já foi criado o primeiro clube dedicado à raça, para aprimorá-la e padronizá-la. Logo depois, os Berneses foram cruzados com cães Terra-Nova para que se tornassem maiores e para suavizar sua forte personalidade. Em 1926, o Bernese chegou à América e, 11 anos depois, foi oficialmente reconhecida como raça pela American Kennel Club. Anos depois, em 1973, foi publicado o padrão oficial da raça.

Devido às suas origens e seus costumes no início da utilização da raça, o Bernese Mountain Dog ainda hoje é comumente utilizado em competições em que Berneses são usados como tração animal em que os cães participam de provas para avaliar a habilidade em puxar pequenas carroças e também em competições de obediência animal, visto que o Bernese é exemplo de disciplina e controle no mundo canino.

Temperamento

O Grande Boiadeiro Suíço é certamente um cão extremamente amável. Esta raça de cão está longe de ser considerada agressiva, tanto com humanos como com outros cães, um dos motivos que a faz ser uma raça tão cativante. Um Bernese treinado é capaz de passear na rua com seu dono mesmo sem coleira, inclusive sem importa-se com cães e pessoas próximas e sem entrar em conflito ou latir.

O cachorro Bernese é considerado silencioso, dificilmente late, a não ser quando algo estranho aconteça, como um barulho suspeito na casa. Por esta razão não é considerado um cão de guarda, mas sim um ótimo cão para companhia. É também um cão muito apegado a seus donos, possui tendências depressivas e pode até morrer de vido à depressão.

Bernese2

O cão Bernese pode inclusive ficar dias doente ou até semanas sem comer quando afastado de seu dono. Costuma-se dizer que quando o Bernese chega em uma nova família ele “adota” uma pessoa, ou no máximo duas, e se apega muito mais a ela, seguindo-a e sentindo muito mais sua falta do que dos demais.

O Bernese torna-se extremamente fiel e companheiro do dono que ele adotou, que geralmente é uma criança. É uma cão muito educado e majestoso, gentil e cuidadoso, porém um pouco desastrado com sua enorme calda. Por isso, cuidado com os vasos de planta e outros objetos sensíveis, pois o Bernese pode derrubá-los acidentalmente com a calda.

Esta raça de cachorro possui muita força física, uma vez que era utilizado como tração animal, mesmo assim possui a delicadeza e o cuidado para brincar com crianças. O Bernese é um cão que precisa de treinamento para saber o que é certo e errado. Não basta o cão crescer para saber que é errado subir na mesa ou lambiscar comidas da cozinha, o cão precisa ser ensinado, e desde cedo, para ter essas noções.

Embora o porte físico do Bernese seja intimidador, ele não é um cão de guarda, visto que é um cão pacífico e relativamente silencioso. O ideal é que ele seja utilizado como cão de companhia ou de trabalho, embora esta segunda opção seja muito menos comum nos dias atuais.

Cuidados

O Bernese possui pelos compridos e quentes, por isso o cão pode sofrer mais em altas temperaturas, sendo atraído por poças e outras fontes de água no verão. Por este motivo, o ideal é que sejam feitas escovações diárias no pelo do animal e que os banhos sejam apenas esporádicos, pois demoram para secar e podem facilitar a proliferação de fungos na pele do cão.

Além disso, o Bernese, como um cão que necessita de atividade física diária, não se adapta muito bem em apartamentos, e se tiver poucas chances de brincar e exercitar-se, pode se tornar destrutivo e desobediente.

Bernese3

A vida ao ar livre faz muito bem ao Bernese, especialmente em dias frios. É ótimo para essa raça passeios diários ao lado de seu dono, que podem ser inclusive realizados sem coleira, desde que já exista uma boa relação entre dono e cão. Cães de grande porte precisam de grandes espaços para viver, idealmente um casa grande com espaço cercado com quintal. Se por um lado o Bernese é muito resistente ao frio, ele é também mais sensível ao calor, por isso não é recomendado que o cão viva em ambientes muito quentes e sem ventilação ou que façam longas caminhadas debaixo do sol quente.

Saúde

Como o Bernese é um cão grande, possui certa predisposição tanto para displasia de quadril como para displasia de cotovelo, causada pela falta de cuidados e nutrientes na alimentação na fase inicial da vida do cachorro. Doenças de pele causadas por fungos também não são incomuns nessa raça de cachorro.

Bernese4

Assim como outras raças de cães de grande porte, o Bernese também possui predisposição a torção de estômago, que pode inclusive levar a morte, ao ingerir alimentos muito rapidamente e exercitar-se em seguida. Por este motivo, é importante controlar a quantia ideal de alimento diário do cão, bem como evitar que ele faça exercícios logo depois de comer. Outra causa recorrente de morte de Berneses é o cancro.

Como cuidar

O pelo do Bernese, embora volumoso e comprido, é considerado autolavável. Por esta razão, não são necessários banhos muito frequentes no cão, muito pelo contrário, não são recomendados pois grandes quantias de pelos demoram mais para secar, desta forma facilitam a proliferação de fungos na pele do cachorro.

Bernese5

As escovações do pelo podem ser diárias ou no mínimo semanais, mas especialmente no início do verão as escovações devem ser mais constantes, devido à troca de pelagem e perda excessiva dos pelos antigos. Um grande cuidado que deve ser tomado é quanto a atenção dada ao cão. O Bernese é um muito carinhoso e demanda carinho e atenção também. Longos períodos de tempo de ausência fazem muito mal ao cachorro, ou donos que trabalham o dia todo e não tem tempo para dar atenção ao cão nem nos finais de semana.

Alimentação

Como já dito, o Bernese tem predisposição a torção de estômago, por isso é muito importante tomar os devidos cuidados com a alimentação. A comida jamais deve ficar sempre à disposição do Bernese e deve ser sempre de qualidade para evitar a falta de nutrientes.

Um Bernese filhote deve ingerir cerca de 750 gramas de ração para cão filhote divididos em 3 refeições ao dia, podendo ser umedecida na fase de desmame do filhote. Já um Bernese adulto necessita de apenas uma refeição diária, porém, sempre com a quantidade controlada de ração. As recomendações quanto à quantidade de ração para cada cão varia de acordo com sua necessidade energética, por este motivo o ideal é levar seu cão a um médico veterinário para que ele possa dar as devidas orientações para a alimentação do cão.

Preço

O preço de um filhote de Bernese Mountain Dog varia entre R$ 2.000 e R$ 7.000. Essa grande variação existe pois, mesmo dentro de uma mesma raça, o filhote de Bernese pode variar sua qualidade. Existem os cães com pedigree, com avós e pais premiados pela sua pureza e até com Berneses com controle genético para evitar problemas de displasia e há também os Berneses de uma procedência mais genérica.

Em geral, os cães dessa raça são mais valorizados quando possuem pelagem espessa, mandíbula larga e focinho não muito comprido em relação à largura do rosto. A calda também é importante e deve ser emplumada, macia e comprida. Características comportamentais também costumam contar, uma vez que um canil de qualidade utilizará cães obedientes para os cruzamentos, ao invés de simplesmente atentar-se às características físicas do cão, como foi feito com outras raças, como o labrador, por exemplo. O corpo forte, membros equilibrados e a manchas brancas simétricas e muito bem definidas na cabeça também são muito importantes para selecionar um bom Bernese.

A raça Bernese Mountain Dog está na categoria Cachorros Grandes