Schipperke

Cachorro Schipperke

Origem e história

O cachorro Schipperke tem uma origem incerta, apesar de alguns pesquisadores acreditarem que ele tenha vindo da região de Lovaina, que fica localizada na Bélgica. A teoria de que essa raça canina surgiu nessa localidade vem de uma crônica datada do século XV, onde existe a referência a um pequeno cão de cor preta e sem cauda, que era considerado como a “encarnação do diabo”.

Apesar disso, há também historiadores que acreditavam que o Schipperke possuía a origem holandesa, já que o seu nome poderia ter surgido a partir da palavra “schipper”, que traz o significado de “barqueiro”. Esse nome é associado ao uso de exemplares dessa raça por marinheiros para a caça de ratos em seus navios. Apesar dessa teoria ter sido considerada válida por um bom tempo, atualmente acredita-se que esses cães eram, na verdade, Spitzes.

Schipperke

De acordo com estudos realizados pelo cinófilo belga Chales Huge, foi possível chegar à conclusão de que o Schipperke se originou de spitzes-lobos, durante o século XVII. Naquela época, os exemplares dessa raça eram comuns de serem encontrados nas cores pretas e em tamanhos variados. Foi durante esse século que surgiram as imagens mais precisas dessa raça.

Os cães que possuíam um porte menor eram usados para realizar tarefas como a caça de pequenos roedores, que se localizavam nos ambientes rurais. Essa utilidade pode ter influenciado o nome do cão, que teria então origem a partir da palavra “scheper”, que significa “pastor” em flamenco. Esses cães podem ter sido os verdadeiros antepassados dos Schipperkes que são encontrados nos dias atuais.

Ao fim do século XIX, esses cães se tornaram comuns por toda a Bélgica. Foi nessa época que os ingleses começaram a demonstrar interesse nos exemplares da raça Schipperke, sendo alguns cães então enviados para a Inglaterra.

O primeiro clube da raça foi criado no ano de 1888. Porém, foi no ano de 1933 que foi estabelecido o padrão oficial para a raça.

A partir de então, os ingleses acabaram estabelecendo um padrão novo, onde eram aceitos exemplares de outras cores, além do preto. Porém, tanto nos Estados Unidos como em outros países que são seguidores do Federação Cinológica Inetrnacional (FCI), a cor preta é a única aceita.

A raça acabou se espalhando pelo mundo até os anos de 1950, mas, a partir desse período, esse cão acabou sendo esquecido. Apesar disso, nos anos 1970, a criação da raça Schipperke voltou com força e se destacou, o que levou os franceses a apostarem novamente em desenvolver seus exemplares.

Temperamento

O cão da raça Schipperke possui uma grande vivacidade, sempre disposto a participar de qualquer tipo de brincadeira ou atividade. Trata-se de um animal bastante curioso, alegre e cheio de energia e, por esse motivo, ele precisa de um espaço livre para que possa se exercitar. Entre as Schiperke características está sua grande coragem e determinação, sendo por isso muito usado para servir como um cão de guarda. É um cão dócil, mas, na presença de estranhos, ele se mostra alerta e na defensiva.

Schipperke 3

São animais que gostam de estar junto às crianças, tratando-as com afabilidade. Isso o torna um cão ideal para viver junto à família.  Ele se adapta bem em apartamentos ou casas. O Schipperke adora brincar de correr e saltar, sendo cuidadoso quando está envolvido em brincadeiras junto a crianças menores. Quando está junto a crianças maiores, porém, se torna bem mais agitado e bagunceiro nas brincadeiras. Ele possui muita energia e demora para se cansar e faz de tudo para poder agradar o seu dono.

As provas realizadas e competições com exemplares da raça Schipperke mostram que esse cão possui muita inteligência. Na maioria das vezes, ele acaba se destacando nas provas, especialmente na prática do agility, devido à sua constituição física natural, que lhe proporciona uma velocidade e agilidade acima da média de outros cães.

Cuidados

É um animal que, por ter o costume de latir sempre que nota alguma situação diferente da habitual, pode acabar incomodando os vizinhos se for deixado latindo sempre que quiser. Não é indicado que ele fique sozinho por muito tempo sem ser supervisionado.

Além disso, é preciso ter cuidado em relação a quedas do filhote até que ele se torne um animal adulto, pois isso poderá comprometer a formação dos seus ossos.

A escavação deve ser feita semanalmente, para retirar os pelos mortos e também evitar que o animal exale um cheiro desagradável. O ideal é que o hábito de escovar ocorra desde filhote, para que o animal se habitue conforme for crescendo. Apesar de ser um cão que possui muito pelo, eles não caem com muita frequência pela casa, a não ser na época de troca de pelos.

O Schipperke tem tendência a apresentar tártaro e, por essa razão, ele deve ter os dentes escovados semanalmente e visitar regularmente o veterinário para fazer o controle. Por ser um animal muito ativo, ele não deve ficar ocioso por um período longo, pois tem a necessidade de gastar sua energia. Caso contrário, acabará se sentindo entediado.

Schipperke 4

Por serem animais muito curiosos, é preciso sempre levá-lo aos passeios presos a uma coleira e guia, para não haver o risco que ele saia correndo em disparada na direção de algo que lhe chamou a atenção, o que pode ser perigoso.

Saúde

O schipperke possui uma pelagem brilhante e densa na cor preta. O subpelo pode ter outras tonalidades, como o cinza. Depois de cerca de 3 a 4 meses, é comum que os filhotes Schipperke troquem de pelagem, mudando os pelos felpudos para a pelagem adulta. A mudança total da pelagem só ocorrerá, entretanto, por volta de 2 a 3 anos do animal.

Ele apresenta uma estrutura física compacta, é um animal curto, com a cabeça em formato de cunha e focinho de formato pontiagudo. Possui os olhos castanhos e ovalados, as orelhas são pequenas, de formato triangular. Antigamente, os exemplares dessa raça geralmente tinham os seus rabos e orelhas cortados, o que hoje não é mais permitido em diversos países, incluindo o Brasil.

Schipperke 2

Em geral, os cães Schipprke apresentam uma saúde muito boa. Porém, alguns podem ter problemas dentários e, por essa razão é preciso dar atenção especial para o animal no período de troca de dentes, o que ocorre por volta dos 6 meses de idade. Caso algum dente de leite não caia por si só, será preciso levar o animal ao veterinário para avaliar a situação.

Além disso, ele pode desenvolver dermatites, causando perda de pelos ou então formação de feridas em sua pele. Alguns exemplares podem apesentar quadros de epilepsia, mas são raros os casos em que isso acontece nessa raça. Podem também desenvolver catarata e outros problemas relacionados os olhos, além de displasia coxofermural.

Como cuidar

Por se tratar de um cão que possui o hábito de latir de maneira constante, o ideal é que o seu tutor o eduque de maneira correta, para que seja evitado que ele se torne um adulto que fique sempre latindo.

Filhote de Schipperke: como cuidar

Os filhotes da raça Schipperke são muito curiosos e inteligentes. É recomendado que ele seja ensinado a obedecer às regras impostas pelos habitantes da casa desde bem jovem.

Por serem animais que gostam de aprender, qualquer pessoa poderá ensiná-lo, mesmo sem a presença de um adestrador profissional. O Schipperke filhote aprende os comandos básicos de forma rápida e, com dedicação, também aprende os mais complexos com facilidade.

Alimentação

A alimentação de um Schipperke deve ser feita com ração de qualidade, preferencialmente a Premium ou Super Premium. Uma boa alimentação ajudará a manter o animal saudável e também dará uma aparência mais bela e brilhante para os seus pelos.

Como a raça Schipperke tem a tendência de desenvolver tártaros, é recomendado que ele também se alimente de biscoitos caninos, que ajudam na remoção dos tártaros.

Quanto come um Schipperke

A alimentação de um filhote de Schipperke pode variar entre 75 g a 124 g. A partir de um ano de idade ele será considerado um cão adulto. A ração deve então ser mudada e a quantidade passará a ser entre 100 g a 200 g, dependendo da necessidade de cada animal.

Preço

O preço de um cão Schipperke pode variar entre R$2.000,00 a R$5.000,00.

Schipperke preço: variações

O preço de um cão Schipperke pode passar por variações. Isso decorre dependendo da linhagem do cão. Um Schipperke branco pode ter um preço diferenciado do que o de cor preta. Além disso, o canil e petshop onde ele foi comprado também pode influenciar no preço, devido aos cuidados oferecidos ao animal.

Schipperke canil

No Brasil, é possível encontrar canis especializados na criação e aprimoramento da raça Schipperke. Alguns deles criam os seus animais livres em matilhas ao invés de ficarem presos em canis.

Schipperke venda

A venda de um exemplar dessa raça pode ser feita presencialmente em um canil certificado ou até mesmo pela internet, em sites especializados na venda de cães. É preciso estar atento para todos os processos no momento de comprar um filhote, além de certificar-se previamente sobre a procedência do Schipperke.

A raça Schipperke está na categoria Cachorros Pequenos