Basset Azul da Gasconha

Cachorro Basset Azul da Gasconha

Origem e história

O Basset Azul da Gasconha é um cão de pequeno porte da região francesa da Gasconha. Em francês seu nome é: “Basset Bleu de Gascogne”. Não há registros precisos que indiquem a data em que o Basset Azul da Gasconha foi criado. E apesar da raça moderna e atual ter vindo da França, especialistas acreditam ser bem possível que ancestrais deste espécime tenham surgido de outros países do continente europeu. Apesar do “azul” do nome, as cores do cão variam de preto e branco e tricolor, sendo que as manchas pretas podem lembrar um tom mais azulado.

Informações dão conta que o Basset Azul da Gasconha descende da linhagem dos grande Sabujos Azuis, que também foram criados na região da Gasconha, mas são muito mais antigos do que o atual Basset Azul da Gasconha, além de possuir algumas características que diferenciam um do outro. É bem possível que o surgimento da raça de cachorro Basset Azul da Gasconha tenha se originado a partir do cruzamento dos grandes azuis com outro Basset, denominado Saintongeois, que é muito semelhante ao Basset Azul da Gasconha, apesar de ser um pouco maior e ter um focinho um pouco mais esticado.

A região da Gasconha é uma área rural muito conhecida na França, sendo que os grandes criadores da raça Basset Azul da Gasconha eram em sua maioria fazendeiros. A ideia do cruzamento que originou vários exemplares do Basset Azul da Gasconha estava justamente na realização das tarefas diárias da fazenda. Uma importante contribuição do Basset Azul da Gasconha está no seu olfato, que é muito acentuado e ajuda a localizar as presas. Por isso, o animal foi muito utilizado como um cão farejador para caça.

O Basset Azul da Gasconha era muito usado para caçar lebres e veados e o cachorro sempre logrou muito êxito nessa empreitada, pois seu nariz conseguia farejar de longe onde estavam as presas, tudo isso sem ter que chegar muito perto e, desta forma, correr o risco de as presas fugirem. O fato de ser pequeno nunca foi uma desvantagem para o Basset Azul da Gasconha cão, que demonstra muita habilidade e, no quesito da caça, sempre podia chegar antes de todo mundo sem ser percebido, uma de suas características mais marcantes.

Existem exemplares do Basset Azul da Gasconha nos Estados Unidos, mas não há informações de quando eles começaram a ser exportados para lá. O lado positivo é que o Basset Azul da Gasconha praticamente não foi submetido a novos cruzamentos, o que proporcionou que ele mantivesse a imensa maioria das características do seu ancestral europeu.

Mas, ao contrário do que ocorreu na França, o Basset Azul da Gasconha passou a ser introduzido no meio urbano dos Estados Unidos, caindo em desuso a vocação de cão caçador que ele tinha. Sendo assim, o Basset Azul da Gasconha se tornou um cão de companhia nos lares norte-americanos. Esse processo acabou sendo percebido na França e no Reino Unido, que também importou alguns exemplares, porém devido à drástica diminuição da caça nestes países. Assim, o Basset Azul da Gasconha rumou para os lares das grandes cidades.

Temperamento

O Basset Azul da Gasconha tem uma personalidade bastante tranquila e afetuosa, sendo ideal para estar em família. Muito alegre, o Basset Azul da Gasconha pode ser criado junto a crianças, pois ele saberá recebê-las bem e enchê-las de carinho e atenção.

Por outro lado, o Basset Azul da Gasconha pode ter um temperamento muito teimoso, representando um grande desafio para quem tentar adestrá-lo. Ele é um cão um tanto quanto rebelde, não costuma aceitar ordens. Isso não deve ser um problema se você não tiver que ensinar alguma coisa em especial para o cachorro, mas, se tiver, terá um árduo trabalho pela frente.

Outro ponto é que o Basset Azul da Gasconha tem seus instintos de caçador muito aguçados e, por isso, está sempre à procura de algo para caçar. Se você morar em uma área que tem um terreno extenso, como um grande quintal, pátio ou mesmo um sítio com um campo aberto, e que no entorno existam alguns outros animais, é bem provável que o seu cachorro suma por alguns momentos, pois ele estará fazendo alguma caça esportiva. Vale lembrar que ele não costuma comer a presa, mas é bem possível que o cão mate a vítima e a leve para o seu dono.

Em compensação, essa característica de caçador traz em conjunto outro item comportamental muito importante: o Basset Azul da Gasconha é um ótimo cão de guarda. O animal cuida muito bem da sua casa, mesmo que hoje em dia ele não tenha mais características tão ferozes ou mesmo agressivas quanto antigamente. Mas, se ele não vai atacar o animal ou a pessoa estranha que se aproximar da sua residência, certamente ele irá avisar por meio de latidos.

Cuidados

O Basset Azul da Gasconha é um cachorro que não dá muito trabalho e pode conviver tranquilamente com a família e até mesmo com outros cães. No entanto, tome cuidado se você tiver algum bichinho de estimação muito pequeno, pois não há como controlar o lado caçador do Basset Azul da Gasconha. Uma saída para minimizar esses instintos é promover a socialização e a interação desde que o filhote de Basset Azul da Gasconha comece as suas primeiras brincadeiras.

Como vimos, trata-se de um cão um tanto quanto teimoso, então é preciso que o treinamento seja feito com bastante paciência, para alcançar resultados positivos. O dono também precisa ter paciência no trato com o animal. Em compensação, o Basset Azul da Gasconha é muito inteligente e saberá compreender quem manda ao longo do tempo.

Esse é um cachorro que pode ficar em casa normalmente, não precisa ter muito espaço para que ele se exercite. No entanto, é fundamental que o dono leve o cão para passear diariamente para que o Basset Azul da Gasconha gaste muita energia. Isso será primordial para que ele não se sinta entediado e acabe aprontando em sua casa.

Saúde

O Basset Azul da Gasconha é um animal bastante saudável e que tem registrados poucos problemas de saúde. No entanto, é importante ficar atento com relação ao peso do animal, pois os Bassets têm tendência a engordarem facilmente e a ficarem obesos.

Outra dica importante é em relação aos ouvidos, que são muito suscetíveis a infecções, podendo até mesmo levá-los à perda auditiva. Isso pode ocorrer devido às suas grandes orelhas, que costumam tocar o chão, levando sujeira, água e resíduos ao ouvido. É recomendável que o Basset Azul da Gasconha seja levado ao veterinário regularmente para ver se não há nenhuma possibilidade de irritabilidade ou infecção no ouvido.

Como cuidar

O Basset Azul da Gasconha deve ter uma atenção especial às orelhas, com limpeza diária e verificação constante. Se preciso, consulte um veterinário, que irá dar as orientações corretas e indicará o tratamento adequado, caso necessário.

Quanto à pelagem, o Basset Azul da Gasconha não tem muitos cuidados específicos, bastando a escovação semanal para retirar os pelos mortos e deixar o animal com um belo aspecto.

Alimentação

O Basset Azul da Gasconha deve comer uma ração de alta qualidade, o que vai garantir uma boa saúde e energia necessária para ele brincar e se exercitar. No entanto, é importante que a dieta seja balanceada desde que o Basset Azul da Gasconha seja um filhote, tudo para evitar que ele se torne obeso no futuro.

Preço

Não é muito comum encontrar o Basset Azul da Gasconha no Brasil, embora a raça Basset seja vista aqui com frequência. Mas é possível consultar se há Basset Azul da Gasconha em algum canil, ou mesmo saber se o criador de Bassets poderia importar algum exemplar da Europa. O Basset Azul da Gasconha tem um preço que varia entre R$ 1 mil a R$ 2 mil.

A raça Basset Azul da Gasconha está na categoria Cachorros Médios