American Staffordshire Terrier

Cachorro American Staffordshire Terrier

Origem e história

O American Staffordshire Terrier é uma raça de cães oriunda dos Estados Unidos, como seu próprio nome já resume. No entanto, suas raízes remetem à região de Staffordshire, na Inglaterra. Ele e o Staffordshire Bull Terrier descendem da mesma linhagem, o cruzamento entre Buldogues e outras espécies de Terriers.

American Staffordshire Terrier

Os primeiros eram muito usados, entre os séculos XV e XVII, para brigas com touros ou outros animais de grande porte. Entretanto, com a proibição dessas atividades, os criadores iniciaram as rinhas de cachorros, promovendo brigas entre animais de diferentes raças. Com o objetivo de oferecer maior agilidade aos Buldogues, eles foram cruzados com cães da raça Terrier. Com isso, nascia o Staffordshire Bull Terrier, ou o chamado Bull-and-Terrier. O American Staffordshire Terrier é considerado a versão norte-americana, mas com tamanho e mandíbula mais desenvolvidos – já que os americanos valorizavam cães de maior porte do que os ingleses.

A AKC – maior clube cinófilo dos Estados Unidos, reconheceu a raça em 1936 como Staffordshire Terrier, sendo o nome alterado para o conhecido atualmente – American Staffordshire Terrier – apenas em 1972. Diferenciando-se dos seus ancestrais, o American Staffordshire Terrier caracteriza-se atualmente por ser um cão dócil, amoroso e divertido com a família.

Temperamento

Forte e corajoso, o American Staffordshire Terrier é uma raça canina que foi muito utilizada como cachorro de luta, mas, quando não educado para esse fim é extremamente dócil e brincalhão com toda a família. Inclusive, o Staffordshire convive muito bem com crianças de todas as idades. Ele gosta de estar na companhia dos seus donos, não gostando de momentos de solidão. Aliás, em virtude dessa característica e do seu porte físico, o Staffordshire é um excelente companheiro para exercícios físicos, como corridas ou passeios de bicicleta.

American Staffordshire Terrier2

Como é muito ligado à família e ao lar, o Staffordshire acaba tornando-se um excelente cão de guarda ou cão protetor. Além disso, o seu porte físico pode ajudar na proteção dos locais. Apesar disso, o Staffordshire precisa de adestramento desde filhote e sua agressividade não deve ser incentivada, para não gerar problemas com outras pessoas ou com outros cães estranhos.

American Staffordshire Terrier características física

Muito confundido com outras raças, como o American Pitbull Terrier, o Staffordshire Bull Terrier, o Bull Terrier ou o American Bully, o American Staffordshire Terrier apresenta diferenças notáveis com as raças citadas, apesar de sua semelhança. Sua estrutura óssea conta com pernas dianteiras mais robustas, enquanto que a cabeça apresenta uma testa larga, com focinho inclinado e orelhas sempre voltadas para trás. A pelagem é curta, densa e dura ao toque, e pode ser de qualquer cor.

American Staffordshire Terrier5

De porte médio e corpo musculoso, o tamanho médio do macho varia entre 45 e 48cm de altura, enquanto que as fêmeas medem entre 43 e 45cm de altura. Já com relação ao peso, os machos podem pesar até 24kg e as fêmeas, 17kg. A expectativa média de vida de um Staffordshire varia entre 12 e 15 anos, mas o cão pode viver ou mais, dependendo da qualidade de vida oferecida a ele pelos seus donos.

Cuidados

O American Staffordshire Terrier, mesmo com seu porte médio e personalidade forte, é indicado para convívio em apartamentos e casas com pátios pequenos, desde que tenha caminhadas diárias na coleira com seus donos. Ele também gosta de correr e brincar com pequenos objetos, por isso, se existir um local cercado e seguro com espaço suficiente para o Staffordshire correr, é ótimo.

American Staffordshire Terrier4

Apesar de ter um histórico agressivo, o Staffordshire é uma raça muito carinhosa e dedicada a sua família. Ele não faz o estilo “cão de quintal”, preferindo estar na companhia dos donos, independentemente do local. No entanto, o American Staffordshire Terrier precisa ser adestrado desde filhote para justamente não gerar problemas quando adulto. Com o adestramento, ele compreende qual o seu papel da família.

Saúde

Forte e saudável, o American Staffordshire Terrier não apresenta grandes preocupações aos seus donos. No entanto, em virtude da sua alta tolerância a dor, alguns problemas pode vir a ser mascarados. As doenças mais comuns no Staffordshire são a displasia coxo femoral – anormalidade de origem genética das articulações do quadril, hipotireoidismo e doenças cardíacas.

American Staffordshire Terrier3

Infelizmente, problemas de saúde podem ocorrer em quaisquer raças caninas. O importante é o dono estar atento e ao menor sinal diferente da rotina tradicional levar o cachorro ao veterinário, para poder detectar o problema no início. Além disso, também é essencial acompanhar as datas das vacinas e dos vermífugos.

Como cuidar

O cachorro American Staffordshire Terrier tem uma personalidade forte e sua criação retoma à agressividade para as lutas, portanto, o ideal é que ele seja adestrado desde filhote para que não gere problemas futuros aos donos e compreenda seu papel dentro da família. Durante o adestramento, o Staffordshire aprende com rapidez, mas os donos não devem tratá-lo com agressividade. Um tratamento com carinho e pulso firme são essenciais.

Apesar do seu instinto agressivo, ele é um cão dócil e amoroso com seus donos, que convive melhor dentro de casa, com a presença próxima da família. Portanto, mesmo que ele tenha um pátio grande à sua disposição para correr e brincar, o ideal é que ele tenha uma cama e um cantinho dele dentro da casa também. Ele também adora brincar e correr e, aliado a isso, ele também precisa de passeios diários para exercitar-se. O Staffordshire precisa de passeios ao menos duas vezes por dia na rua, com coleira.

Com relação à pelagem do American Staffordshire Terrier, ela não exige cuidados especiais já que é curta e densa. Uma escovação semanal com uma escova de cerdas macias é o suficiente para manter o pelo bem cuidado e brilhante, além disso, o Staffordshire é um cão limpo e não necessita de banhos frequentes. Um cuidado importante com o cachorro são as idas regulares ao veterinários, para o controle das vacinas e vermífugos.

American Staffordshire Terrier filhote

O filhote de American Staffordshire Terrier é agitado e cheio de energia, sempre com disposição para acompanhar brincadeiras. Nos primeiros dias e semanas na nova casa, o pequeno exigirá bastante atenção e paciência, além de um adestramento básico para compreender quem é o seu dono e quais são as regras da casa. Caso contrário, o Staffordshire poderá desenvolver uma personalidade dominante e sair do controle do dono. Além disso, ele precisa socializar com outras pessoas e outros cães desde cedo, para facilitar o convívio quando adulto. Chegando ao tamanho e ao peso de um cão adulto entre os 12 e os 20 meses de vida, o American Staffordshire Terrier também precisa exercitar-se diariamente, podendo ser brincadeiras com bolinhas, caminhadas na calçada ou corrida em locais seguros.

Alimentação

Assim como para a maioria das raças caninas, o alimento mais indicado para o American Staffordshire Terrier é a ração – especialmente a que é indicada para o seu porte e idade. Quando filhotes, os cães devem consumir a ração para filhotes, da mesmo forma que quando mais velhos, eles devem ingerir uma ração adequada para a sua idade. Ela oferece um desenvolvimento saudável para os cães e possui todos os nutrientes que são essenciais.

Os filhotes pode ser alimentandos até três vezes por dia, já os adultos podem comer duas vezes – sendo uma no início do dia e outra ao final. Também é importante que o cachorro tenha sempre à disposição um pote com água fresca.

Preço

O preço médio de um filhote de American Staffordshire Terrier varia entre R$ 2.000,00 e R$ 5.000,00.

American Staffordshire Terrier preço

Os preços dos filhotes de American Staffordshire Terrier podem variar de valor em virtude do seu histórico familiar e da sua genética. Além disso, apesar de ter sido muito usada como uma raça para a briga, o Staffordshire também é uma raça bastante usada em exposições e filhotes de cães que conquistaram títulos e premiações são mais caros. Esses prêmios são dados aos cachorros que mais se enquadram ao que é considerado o padrão da raça pelas organizações.

American Staffordshire Terrier canil

O American Staffordshire Terrier é uma raça bastante conhecida no Brasil, apesar de ainda ser confundido por muitas pessoas com o Pitt Bull. Por isso, é comum e fácil encontrar canis que a criem com exclusividade. Além disso, também há locais que criam raças semelhantes e tenham o Staffordshire entre elas. A dica para encontrar esses canis é fazer uma busca na Internet, tanto em sites de pesquisa quanto em redes sociais. Para encontrar, basta digitar o nome completo da raça e a palavra “canil” junto. Para que o local seja na sua região de residência, digita também seu estado ou cidade.

American Staffordshire Terrier doação

Bastante popular no Brasil e ainda confundido com o Pitt Bull, o American Staffordshire Terrier raramente é doado em virtude dos altos custos da sua criação. Os canis que têm a raça disponíveis têm cuidados específicos tanto com os filhotes quanto com os pais, gerando gastos que são revertidos com a venda dos filhotes. Entretanto, ainda existam famílias que optam por doar os cães por algum motivo, seja por má adaptação ou mudanças. Independente das justificativas, normalmente essas famílias divulgam que estão doando seus cães em grupos criados em redes sociais voltadas especificamente para isso ou em veterinárias. Há ainda ONGs que podem vir a ter um American Staffordshire Terrier que foi abandonado por uma família.

A raça American Staffordshire Terrier está na categoria Cachorros Médios