Xoloitzcuintli

Cachorro Xoloitzcuintli

Origem e história

A origem do cão da raça Xoloitzcuintli é muito antiga e tem uma história muito rica dentro da humanidade. A provável origem do cão da raça Xoloitzcuintli é de outra raça que existia já nos primórdios da humanidade e que seriam companheiros de grupos que teriam habitado a terra de Beríngia.

Sua história é tão antiga que o Xoloitzcuintli é considerado também o primeiro cachorro de raça cujo nascimento aconteceu em continente americano. Seus primeiros registros são de aproximadamente três mil e quinhentos anos no passado, ainda no período pré-colombiano da história continental.

A longa data traz também uma curiosidade interessante. É muito comum imaginar o desenvolvimento de novas raças com a interferência humana, isto é, a sugestão de cruzamentos para gerar novas raças com características interessantes tais como mais velocidade ou mais capacidade de caça.

Xoloitzcuintli

O Xoloitzcuintli não pertence a esse tipo de vivência. Sua evolução foi natural e em virtude da sua própria adaptação aos fenômenos naturais aos quais foram expostos ao longo da sua evolução.

Eles tinham também uma característica interessante no passado, sendo considerados cães místicos e com capacidade de cura – sua proximidade de pessoas doentes ajudava na recuperação coincidentemente ou não.

Mística à parte, esse cão é muito presente no México, seu país de origem, mas também possui alguma popularidade em outros locais do continente. Mundialmente não ganhou a mesma importância que possui entre os mexicanos.

Temperamento

O cachorro Xoloitzcuintli é considerado um cão extremamente calmo e tranquilo, sendo raro vê-lo latir – ele só o fará quando julgar realmente necessário. Essa tranquilidade pode ser inclusive herança do tratamento que recebia desde seu surgimento.

Apesar da calma e tranquilidade que apresenta no dia-a-dia, esse cão é bastante carente e precisa de atenção, carinho e cuidados sempre que possível. Deixá-lo sozinho poderá fazer muito mal a ele, inclusive gerando certa frustração que poderá se converter em atitudes agressivas sem o devido cuidado.

Xoloitzcuintli 2

Com a família ele é extremamente atento e zeloso. Por mais que goste de estar com todos que ele conheça, o Xoloitzcuintli sempre irá eleger um dono principal sobre quem fará questão de estar muito presente e convivendo o tempo todo.

Não são recomendados como grandes companheiros para crianças, mas isso não quer dizer que lidem mal com elas. Se a convivência for desde pequeno, ele certamente terá muito apreço e carinho, sendo possível até que a escolha como dono principal.

Com outros animais mostram-se mais agressivos, especialmente na hora de persegui-los ou quando sentem que seu território está sendo invadido. São ainda mais elétricos sobre isso enquanto é um Xoloitzcuintli filhote, tornando-se mais calmo e sereno conforme vai ficando mais velho.

Ele é ainda um excelente cão de guarda e muito atento na proteção da família, porém será certamente resistente no convívio com estranhos. Visitas não serão atacadas (desde que o cão receba a devida socialização), mas tampouco receberão abertura por parte dele.

Xoloitzcuintli características

Outro fato raro do Xoloitzcuintli em relação às demais raças existentes está na sua pelagem: ela praticamente não existe. Exceção feita a um pouco de pelos presentas na cabeça, nas costas e na cauda, o restante do corpo é liso – fato esse que faz dessa raça o apelido de Pelado Mexicano também.

Isso pode até aparentar um problema para temperaturas frias, porém como foi formado pela seleção natural e sem qualquer interferência humana, seu corpo também adaptou-se às dificuldades e ele consegue manter seu corpo aquecido mesmo em situações mais geladas – mais até do que outros animais com pelos.

Xoloitzcuintli 4

Seus olhos possuem expressão acesa e viva. Ele demonstra claros sinais quando está em estado de alerta, alterando a postura e a testa.

No restante, é um cão bastante afetuoso e que pode perfeitamente viver em apartamentos – mais importante do que espaço para ele é o convívio com a família. Ele também precisará de um canto especial já que é bastante territorialista.

Xoloitzcuintli tamanho

Sua altura irá variar entre 25 cm e 55 cm. A variação grande mostra que ele poderá ter diferentes portes. O peso naturalmente acompanha também essa oscilação, podendo ir de quatro quilos até quatorze quilos.

Cuidados

O Xoloitzcuintli tem como grande exigência a participação familiar. Não gosta de viver isoladamente e, portanto, lida bem tanto com a vida no apartamento quanto em casas, mas deverá receber carinho, atenção e dedicação por parte do seu dono para que não venha a sofrer com isolamento.

Esse isolamento, aliás, poderá torná-lo um pouco agressivo, descontando a tristeza em objetos ou mesmo atacando pessoas e animais. Para evitar esse cenário, além de deixá-lo próximo, também é essencial expor o cão à socialização e permitir que conviva com diferentes pessoas e animais desde pequeno.

A socialização também será importante no convívio diário com estranhos, sejam eles pessoas ou outros animais. Esse cão tem como característica a dificuldade na convivência com esses grupos diferentes, portanto a socialização não irá garantir que se torne aberto, apenas reduzir os riscos de agressividade com eles.

Xoloitzcuintli 3

O radicalismo também não deve existir sobre as atividades físicas. Se não é o mais enérgico e ativo dos cães possíveis, o sedentarismo não fará bem ao Xoloitzcuintli. Exercícios entre vinte e trinta minutos por dia serão suficientes para garantir a alegria dessa raça. Se a vivência for em uma casa, o jardim já será um ótimo espaço para ele gastar sua energia.

Sobre a ausência de pelos no corpo, o principal cuidado deve ser o excesso de radiação solar. Os passeios devem ser preferencialmente noturnos (ou ao menos em momentos de menor presença solar) já que não possui pelagem para protegê-los. Outro detalhe diretamente ligado à falta de pelos está na necessidade dos banhos. Eles devem ser semanais para limpeza da sua pele.

Saúde

Se bem cuidado e sem apresentar grandes desvios na sua saúde, o Xoloitzcuintli pode viver entre doze e quatorze anos – uma quantidade razoável se comparados com outras raças do mesmo porte físico.

Como todo cão, pode apresentar alguns problemas de saúde ao longo da sua vida, merecendo destaque para problemas dermatológicos. Sem a pelagem para protegê-los, os cães da raça Xoloitzcuintli podem apresentar problemas na pele, especialmente a acne.

Fora isso, pode também apresentar alergias, problemas bucais e a luxação patelar. No geral, porém, apresentam uma boa saúde e não demandam grande trabalho dos seus donos em seus cuidados.

Como cuidar

A raça Xoloitzcuintli é perfeita para quem precisa viver em apartamentos e quer um cão de estimação que não seja tão pequeno. Ele lida muito bem com esse espaço e está longe de ser um cão tão ativo que precise de grandes exercícios que irão enlouquecer seus donos – desde que o mínimo de trinta minutos diários seja respeitado.

O grande desafio nos cuidados com essa raça é treiná-los desde cedo. O filhote de Xoloitzcuintli é muito inteligente e já pode começar a receber seus ensinamentos com oito semanas de vida.

Vale lembrar que os filhotes de Xoloitzcuintli são mais agitados do que a raça apresenta como postura depois do seu amadurecimento, razão pela qual deve-se aproveitar essa etapa da vida do cão para desenvolver a sua socialização e convivência com animais e pessoas diferentes, estimulando o seu crescimento saudável.

No mais, os cuidados são simples. Não deixá-lo sozinho por grandes períodos de tempo é importante para não torná-lo triste e evitar a exposição ao sol pela falta de pelagem também é essencial para a sua saúde. Sobre a pele, inclusive, é possível aplicar protetor solar e hidratante – desde que autorizados por um médico veterinário.

Alimentação

Como pode apresentar diferentes tamanhos, o Xoloitzcuintli deverá ter sua alimentação analisada sobre diversos fatores para definir um volume saudável de ração que seja suficiente tanto para alimentá-lo adequadamente como também para não torná-lo obeso.

Essa raça tem certa facilidade para engordar, fato que deve ter alguma preocupação do seu dono já que quando gordos poderão apresentar complicações nas suas articulações. O ideal é dar alimento ao cão por duas vezes diariamente, repartindo a alimentação e evitando que ele coma muito em um único momento do dia e passe fome no restante.

A água deve estar sempre liberada e disponível para que ele mantenha-se hidratado, especialmente em dias de temperaturas altas.

Preço

Essa raça é tão antiga que se aposta que tenha sido a primeira a ter convivência considerando o humano e o cachorro. Essa longevidade do Xoloitzcuintli fez com que se espalhasse bastante – atualmente existem aproximadamente trinta mil exemplares espalhadas pelo mundo.

Todavia, não se tornaram populares no Brasil. É possível encontrar um Xoloitzcuintli à venda na faixa de preço entre R$ 1.600 e R$ 4.000. A tarefa de achar um cão dessa raça, porém, não é tão simples.

Xoloitzcuintli canil

Alguns canis brasileiros trabalham com a criação da raça Xoloitzcuintli, sendo mais fácil encontrá-los em cidades do estado de São Paulo. Canis existentes em Cotia, Gália e Vargem Grande Paulista oferecem esse cão entre as raças trabalhadas.

Importante sempre lembrar de buscar a origem do cachorro para evitar a aquisição de um cão com possibilidade maior de desenvolver doenças.

A raça Xoloitzcuintli está na categoria Raças