Terrier Irlandês

Cachorro Terrier Irlandês

Origem e história

O grupo de cães da raça Terrier Irlandês é bastante grande e acabou por se espalhar com diferentes estilos e características ao longo do tempo. O tradicional Terrier Irlandês está entre as raças mais antigas do mundo e existe uma perspectiva real de que tenha alguns séculos de existência (embora não seja possível cravar com exatidão sua primeira aparição).

Apesar da dúvida em relação à sua origem, é certo que ele apareceu na Irlanda e não por acaso recebe menção ao seu país original no seu nome. A maior probabilidade levantada pelos estudiosos é de que esse cão seja fruto de uma mistura entre o Wheaten Terrier (mais um cão da família Terrier) ou outra raça do mesmo grupo Terrier que tinha como características os pelos negros.

Terrier Irlandês

Também conhecido como “pequeno demônio” por sua característica ativa e brincalhona (o que torna o cão da raça Terrier Irlandês ser um tanto quanto descuidado), esse cachorro teve suas características bem definidas a partir de 1875. Antes dessa data, era difícil definir devido à variação da sua pelagem alternando entre vermelha, preta, malhada e cor de fogo.

Segundo os estudiosos, é em 1880 que nasce o primeiro Terrier Irlandês de linhagem pura. Ele se popularizou rapidamente no seu país original e foi marcado pela forte paixão pelos seus donos, fato esse que fez muitos deles os acompanharem até nos conflitos da Primeira Guerra Mundial.

No Brasil, porém, existem poucos registros da sua presença. Ele é muito mais comum na Irlanda mesmo nos dias atuais do que em qualquer lugar do planeta.

Temperamento

O Terrier Irlandês é extremamente brincalhão e cheio de energia. Ele é ótimo companheiro para crianças e está sempre disposto a brincar e se divertir, mas necessita de espaço para gastar a sua energia e manter-se alegre e saudável.

Originalmente eram cães caçadores, mas essa característica em nada se parece com a forma atual da espécie que é muito dócil e carinhosa. Ele é uma grande ideia para quem possui crianças já que elas irão se divertir muito com o Terrier Irlandês. Ele também é muito leal e fiel com seus donos e sempre o defenderão a todo custo, sendo extremamente corajosos e destemidos em situação de perigo.

Terrier Irlandês 3

O lado caçador volta a aflorar quando ele entende que sua família está passando por algum perigo, razão essa que exige um bom comando dos donos para não deixar que ele se sinta com poder maior do que deveria dentro da casa. Por outro lado, se bem treinado ele poderá aprender com muita facilidade os comandos.

A sua lealdade faz com que seja interessante mantê-lo dentro de casa. Além do instinto protetor que deve ser cuidado para não torná-lo um tanto quanto agressivo, é necessário também dar atenção e socialização. Ele até pode passar algumas horas sozinho, mas longos períodos podem fazer muito mal para ele. Vale lembrar, é um cão muito ativo e precisa de alguém para brincar com ele sempre que possível.

Ignorá-los pode trazer consequências trágicas para quem mantém o cão dentro de casa ou mesmo no quintal. Na ausência de alguém para brincar com ele, poderá atacar objetos próximos na liberação de energia, especialmente aqueles que ele sabe que não deve nem chegar perto pelas broncas recebidas. Ele também é inteligente e compreende algumas situações de distância, mas devem ser cuidadas.

Terrier Irlandês características

O cachorro Terrier Irlandês apresenta porte médio e geralmente mede algo em torno de 45 cm de altura. Seu peso deve estar entre onze e doze quilos na fase adulta, portanto é preciso atenção com os ataques de descontrole já que não é um cão leve. Não se assuste já que esse tipo de ataque é bem raro e eles apresentam ótimas características para brincar e conviver com outras pessoas.

Seu pelo não é muito longo e apresenta textura de arame. Ele poderá ter também uma barbicha. A cor deverá ser unicolor e necessariamente em tonalidades vermelhas (podendo variar entre vermelho, trigo vermelho ou um vermelho amarelado também). Podem apresentar ainda manchas no peito.

Terrier Irlandês 2

Seus olhos são pequenos, escuros e alegres, como o cão. Se o olhar dele estiver triste, certamente tem algo o incomodando e o recomendável é levá-lo ao veterinário para certificação de qualquer tipo de problema. Os dentes são fortes e saudáveis, sem apresentar cáries.

As orelhas serão pequenas e apresentarão formato em “V” com dobras voltadas para frente do seu corpo. Nas orelhas, inclusive, a pelagem é geralmente mais curta do que nas demais regiões do seu corpo. A cauda é alta e longa, sendo normais cortes quando pequenos desde que a amputação seja autorizada no país.

Cuidados

O cão Terrier Irlandês não costuma dar grandes trabalhos em seus cuidados aos seus donos. A escovação é importante e deve ser feita com um acessório de cerdas duras. Os pelos dessa raça podem enrolar e machucar a pele do cachorro. Nas trocas de pelo também se deve passar a mão pelo seu corpo para retirar pelos mortos que não saírem naturalmente.

Esse cachorro vive bem dentro de casa. Ele, inclusive, sente-se muito mais feliz participando da rotina dos donos e vivendo em família do que esquecido no jardim já que gosta muito de brincar, porém deve-se cuidar para que ele não quebre algumas coisas na sua locomoção já que por vezes pode ser um pouco desastrado. 

A raça Terrier Irlandês também adora proteger seus donos e, portanto, deve ser tratado energicamente desde que seja um Terrier Irlandês filhote. A razão é de que quando tiver um dono muito dócil, esse cão entende que precisa comandar a casa e fica mais difícil de controlá-lo. Eles precisam ter claramente quem é que comanda a casa.

Seu lado brincalhão não deve ser ignorado. Ele precisa de exercícios físicos constantes para liberá-la. Ficar preso dentro de casa sem brincar será torturante para esse cão. No jardim, caso exista na casa, deve-se cuidar também para não deixá-lo muito tempo sozinho já que eles gostam muito de cavar e podem fazer estragos nas plantas.

Saúde

O Terrier Irlandês, assim como qualquer ser vivo, precisa de atenção especial dos seus donos em relação à sua saúde. No geral, é um cão saudável, mas merece atenção sobre alguns aspectos como problemas de visão e respiração que podem surgir ao longo da sua vida. Essas questões, entretanto, não são tão comuns.

Quando mais velhos, podem apresentar inchaço nas patas e merecem atenção especial nesse sentido. Levá-los ao veterinário com certa constância pode ser importante para mantê-lo longe dos riscos e garantir que viva entre doze e quinze anos que é sua expectativa inicial.

Como cuidar

O Terrier Irlandês vive muito bem dentro de casa, especialmente quando possui companhia de crianças para brincar. Todavia, são muito enérgicos e precisam de locais para gastar sua energia. Um passeio diário de meia hora pelo bairro pode ser uma boa maneira de fazê-lo cansar. O restante pode ser complementado com brincadeiras caseiras ou pelo jardim.

A importância está em mantê-lo cansado dentro de casa para que ele não fique desesperado e cause alguns prejuízos correndo desesperadamente. No mais, não poderá ficar abandona em um canto da casa, exigindo atenção e participação na rotina dos seus donos.

Ele é um grande guardião para a família, mas deve ser educado cedo para não se tornar um cão violento e agressivo. A exposição à socialização sempre ajuda bastante nesse sentido. O seu pelo deve ser tosado ao menos quatro vezes por ano, principalmente em épocas de forte calor.

Alimentação

Por ser um cão muito ativo e brincalhão, o Terrier Irlandês precisa ser corretamente alimentado sempre que possível. O ideal é trabalhar com rações de alta qualidade (Premium ou Super Premium) já que essas possuem melhores nutrientes e exigem menos alimentação por parte dos cães e permitem que eles sejam mais saudáveis.

Essa raça deve ser alimentada de duas a três vezes por dia. Até um ano de idade ele será considerado filhote e a sua raça diária deve ficar entre 95 e 145 gramas. A partir do segundo ano de vida, essa quantidade deve subir para 125 a 145 gramas diárias. Não se esqueça de manter água à vontade para que o cachorro esteja sempre hidrato.

Preço

Muito populares na Irlanda – seu país de origem -, é uma missão bastante árdua encontrar um Terrier Irlandês à venda no Brasil. Sua exportação foi reduzida e no país são poucas as oportunidades de encontrar uma versão desse nas ruas. Caso alguém venda, certamente não será por valores baixos.

Terrier Irlandês canil

Atualmente não existe nenhum canil que trabalhe com filhote de Terrier Irlandês para vender. Caso essa realidade mude, atenção sempre para a origem do cachorro, especialmente sobre a procedência já que podem herdar doenças genéticas dos seus pais.

Terrier Irlandês adoção

Igualmente complexo a encontrar um Terrier Irlandês à venda será buscar alguma feira de adoção com esse cão. Mesmo com muitos séculos de vida, a raça não se firmou no Brasil e quem o possuir provavelmente trouxe de outro país.

A raça Terrier Irlandês está na categoria Raças