Cão da Serra da Estrela

Cachorro Cão da Serra da Estrela

Origem e história

O Cão da Serra da Estrela é uma das raças mais antigas da Península Ibérica, que é composta por Portugal e por Espanha. Trata-se de uma das raças mais populares entre os portugueses. O Cão da Serra da Estrela tem esse nome por conta a uma região montanhosa com o nome Serra da Estrela, local onde este cão em específico se fixou e se desenvolveu.

Até por conta disso, o Cão da Serra da Estrela é um cachorro de montanha, bastante forte e resistente e tem como função principal a de proteger os rebanhos. Com o passar dos séculos é que o Cão da Serra da Estrela foi passando a ganhar novos papeis junto à família, como o de guardar a casa e a propriedade. Ele se mostra um ótimo cão para este trabalho por dois motivos: devido a sua estatura grande e imponente e também pelo seu latido chamativo.

O Cão da Serra da Estrela é uma raça que costuma acompanhar, mas não guiar, os rebanhos do seu dono nas subidas sazonais à serra em busca de pastagens mais verdes para servir de alimento aos animais. Nessas áreas, são comuns a presença de lobos, em quantidade cada vez mais reduzida, que são ferozes predadores de ovelhas, cabras, entre outros bichos. Por conta disso, o Cão da Serra da Estrela acompanha os animais para protegê-los e chamar a atenção do dono quanto ao perigo que se aproxima.

Mas como os lobos costumavam vir em alcateia, o Cão da Serra da Estrela não ficava sozinho, sendo necessário de dois a seis animais para vigiar os rebanhos. Os cachorros costumavam ficar em regiões mais altas em relação ao gado justamente para terem um campo de visão mais amplo para observar por onde os animais pastavam. Em muitas ocasiões, os pastores tinham que se dirigir às aldeias e deixavam o Cão da Serra da Estrela cuidando do rebanho.

Muitos exemplares do Cão da Serra da Estrela morriam nas lutas com os lobos ou então por causa do frio nessas regiões mais altas, impondo uma seleção natural a esses animais. Uma seleção mais humana começou a surgir apenas quando o Cão da Serra da Estrela começou a ser levado para áreas mais urbanizadas, tornando-se, aos poucos, um cão de companhia.

O Cão da Serra da Estrela viveu um período de diminuição na quantidade de cachorros por conta do número menor de lobos nas montanhas, o que fez com que os pastores passassem a utilizar cães menos portentosos e também não puros para vigiar os rebanhos. Outro fator que colaborou para a redução do Cão da Serra da Estrela na região foi o êxodo rural, em especial entre as décadas de 1960 e 1970, que fez com que milhares de pessoas deixassem a zona rural rumo às cidades, fugindo da fome e da pobreza.

No entanto, graças a admiradores desta raça, o Cão da Serra da Estrela conseguiu sobreviver e ter continuidade. Hoje em dia o animal é muito procurado, em especial os exemplares de pelo comprido, já que há outra variedade, de pelo mais curto. Isso influenciou o trabalho dos criadores a buscar produzir mais exemplares de pelo mais cheio, que oferecem mais beleza e elegância ao animal, na visão dos humanos.

Apesar de estarem em países diferentes, o Cão da Serra da Estrela e o Pastor Bergamasco possuem similaridades, tanto fisicamente quanto em seu histórico, já que o segundo, oriundo da Itália, tem características de pastoreio em áreas acidentadas. Outro parente do Cão da Serra da Estrela é o Cão de Fila de São Miguel, que fica na Ilha dos Açores, um território no Oceano Atlântico que pertence à Portugal. Apesar de ter uma aparência um pouco distinta em relação ao Cão da Serra da Estrela, o Cão de Fila de São Miguel é um excelente cão para guardar o gado e a propriedade.

Temperamento

Por trás do seu aspecto vigoroso e virulento, o Cão da Serra da Estrela tem personalidade afetuosa e amigável com os seus donos. Ele também é muito dócil com as crianças, sendo, portanto, um ótimo cão de companhia. Já com estranhos, o Cão da Serra da Estrela é um tanto quanto reservado e até mesmo desconfiado, como um bom cão de guarda. É importante que os proprietários do animal apresentem as visitas a ele e não o deixem sozinho com elas.

Cão da Serra da Estrela tem um temperamento territorial e dominante, o que vai necessitar um bom treinamento e socialização para que ele entre nos trilhos. Além disso, é importante que o dono seja firme e imponha a sua liderança de forma assertiva e consistente, podendo até recorrer ao reforço positivo.

Se o Cão da Serra da Estrela costuma estranhar pessoas desconhecidas, com relação a cachorros machos a questão é muito pior. Eles não toleram animais do mesmo sexo. Já as fêmeas são um pouco mais receptivas, mas desde que se acostumem a conviver desde pequenas.

Cuidados

Devido ao seu porte grande e histórico, o Cão da Serra da Estrela necessita de um amplo espaço para se exercitar e brincar. Logo, não é indicado para apartamentos. Se você mora em uma casa, que ela tenha bastante quintal para que o seu bichinho de estimação não fique entediado. Também é recomendável levá-lo para longos passeios, para que ele brinque, caminhe e corra bastante, gastando toda a energia acumulada. Isso o deixará feliz mental e fisicamente. Mas cuidado para que ele não se exercite demais, pois poderá sofrer problemas físicos, explicados no item a seguir.

O Cão da Serra da Estrela deve ser treinado desde filhote para que possa conviver em harmonia com outros animais e também possa se acostumar com os familiares e até mesmo com as visitas. Um bom adestramento ajudará que o cachorro se desenvolva e fique um pouco mais domesticado, controlando seus instintos ancestrais.

Saúde

O Cão da Serra da Estrela é um animal bastante saudável, em especial por ele ter sido exposto à seleção natural já mencionada. No entanto, é possível que ele carregue algumas das doenças típicas de cachorros de grande porte. A principal delas é a displasia no quadril, um desgaste nas articulações que pode limitar os movimentos do animal e causar muita dor.

Para evitar isso, é recomendável um acompanhamento veterinário regular, além de solicitar ao criador exames e demais informações que garantam que o Cão da Serra da Estrela não tem problemas congênitos.

Como cuidar

Como o Cão da Serra da Estrela possui dois tipos de pelagem, é fundamental que haja cuidados diferenciados. A raça Cão da Serra da Estrela de pelo comprido precisa de maior manutenção, isto é, de escovação diária para desembaraçar os pelos. Já aos exemplares de pelo curto bastam as escovações semanais.

Alimentação

Devido a essa propensão à displasia, o Cão da Serra da Estrela necessita de muito exercício e também de ingerir alimentação de qualidade, com ração especial que tenha os nutrientes necessários e pouca gordura. O filhote de Cão da Serra da Estrela também precisa de cuidados especiais com a ração, ingerindo aquelas que possuem nutrientes importantes para o seu crescimento.

Preço

Este exemplar é mais restrito à Península Ibérica, por isso, o Cão da Serra da Estrela é difícil de ser localizado no Brasil, mas vale uma procura em canis locais para ver se é possível encontrar um espécime. O preço médio de um filhote de Cão da Serra da Estrela pode variar de R$ 500 a R$ 2 mil.

A raça Cão da Serra da Estrela está na categoria Cachorros Grandes